Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

QUANTO MAIS QUENTE MELHOR

QUANTO MAIS QUENTE MELHOR

NUNCA POR CALADOS NOS CONHEÇAM

Em que ficamos?

 

          Neste momento, os militares estão, para efeitos de direitos, equiparados ao funcionalismo público. É justo? É injusto? Só a História o dirá mais tarde.
          Porém, quanto a deveres, o caso muda de figura, como é do conhecimento geral. E é em nome desses deveres que o poder político, com o apoio aparentemente incondicional da hierarquia militar, quer impedir que cidadãos militares se passeiem na baixa lisboeta, como forma ordeira de fazer sentir o seu descontentamento. Certo? Errado? Só a história o dirá também.
          O que está profundamente errado e injusto é colocar os militares entre dois fogos. Por um lado, o Governo da Nação equipara-os a funcionários públicos; por outro, a hierarquia castrense impede-os de o serem.
          Em que ficamos?